quinta-feira, 29 de março de 2012

Campanha Corrente do sonho popular


“O sonho é popular”; Já dizia Ferreira Gullar. Sintetizando de forma poética o significado da palavra Democracia.
Mas, parece hilário! Quando você acha que viu ou ouviu de tudo, alguém te surpreende:
A insistência de nossos governantes sobre o poder, o Estado, chegou a um patamar fantástico: Encaminhou aos professores da rede pública a cartilha e processo seletivo de ensino de democracia... Com título de: “Missão pedagógica no parlamento”  (risos ou gargalhadas).
Alegando que nossas crianças precisam aprender sobre democracia, pretende a princípio capacitar professores, ou seja, ensinar-lhes o que é democracia. E neste evento poderão elaborar propostas a serem debatidas e implantadas nas suas regiões.
Ora! Se este é o problema... bom aí vai a melhor e a MAIS DEMOCRÁTICA de todas as propostas: Por que não se faz um referendo (ou como queiram, um plebiscito),  sobre reajustes salariais de nossos políticos, quanto ao número de “cadeiras”, assessores, vices, suplentes, etc?
Isso mesmo! O povo decidirá, se políticos terão ou não, direito a reajuste, aumento salarial, entre outras situações que envolvem o dinheiro público.